CCCGMS - Conselho da Comunidade de Campo Grande MS

10º Feira do Artesão Livre

Notícias | Publicado em 30 de Abril de 2019

Edição dia das Mães! Artesanatos produzidos por internos do regime aberto, semiaberto e fechado de MS.
08 a 10 de maio 12h às 18h No Átrio do Fórum da Capital.

A Promotora de Justiça Renata Ruth Fernandes Goya Marinho, Titular da 50ª Promotoria de Justiça de Campo Grande reuniu-se nesta quinta-feira (4/4) com representantes das instituições parceiras que realizam o evento Feira do Artesão Livre para escolher uma logomarca, produzida por internos da Capital, que será utilizada na divulgação da próxima feira.

De acordo com a Promotora, o regulamento de participação foi enviado para as unidades penais de Campo Grande do regime fechado, semiaberto e aberto, masculino e feminino, convidando as pessoas a participarem da iniciativa. As inscrições foram realizadas no período de 18 a 29 de março e contou com 48 desenhos.

“O Ministério Público de Mato Grosso do Sul juntamente com a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Poder Judiciário, Defensoria Pública e Conselho da Comunidade sempre promove a Feira do Artesão Livre e no mês de maio teremos a 10ª Edição. Como novidade trouxemos um concurso para a escolha da logomarca de algo que represente a feira”, explica Renata Ruth Fernandes Goya Marinho.

A comissão analisou três critérios: relação com o tema do evento; clareza da comunicação e criatividade. Serão premiados com certificado de participação os autores das artes que ocuparam os três primeiros lugares na classificação. O vencedor ainda receberá um brinde surpresa.

Elaine Cristina Souza Alencar Cecci, chefe da divisão do trabalho prisional da Agepen, relata que o envolvimento dos internos com a arte é de grande importância durante o período do cumprimento da pena.

“Toda atividade cultural, artística, dentro de uma unidade, traz uma humanização da pena, traz uma leveza para o ambiente e é uma forma dos internos se integrarem nesse evento, que é tradicional na Agepen. A intenção não era revelar artistas, necessariamente, mas fazer com que eles participassem. Ter essa proximidade do servidor com a massa carcerária de uma maneira humanizada, porque a Agepen não tem só esse intuito de prender, de punir, mas de ressocializar”, explica Elaine.

“Parabenizo a todos os envolvidos pela iniciativa!! Apesar dos desafios, que são muitos, que o sistema prisional não seja apenas um instrumento de segregação, mas também oportunidade de trabalho educativo e produtivo. Projetos como esse humanizam a pena e cumprem com dignidade o intento de ressocialização dos apenados. Projetos assim são esperanças concretizadas. Felizmente temos profissionais dedicados e comprometidos com a pacificação social e, consequentemente, com a diminuição dos índices de criminalidade. Por mais realizações como essa... Toda a sociedade agradece!!”, destacou a Juíza Denise de Barros Dodero.

A mesa foi composta pela juíza Denise de Barros Dodero; pela Promotora de Justiça Titular da 58ª PJ, Paula da Silva Volpe; pela Defensora Pública Thaisa Raquel M. Albuquerque Defante; pelas representantes da Agepen Elaine Arima Xavier e Elaine Cristina Souza Alencar Cecci e Sueli de Melo Silva, do Conselho da Comunidade da Capital.

Feira do Artesão Livre

Segundo Renata Goya Marinho, evento é um projeto desenvolvido há muitos anos na Capital. A iniciativa partiu da 50ª Promotoria de Justiça com a promotora de Justiça Jiskia Sandri Trentin. Em todas as edições, a organização procura proporcionar novidades para chamar a atenção e fomentar o envolvimento dos participantes.

A 10ª Edição da Feira do Artesão Livre será realizada de 8 a 10 de maio de 2019 no térreo do fórum de Campo Grande.

ACESSAR SISTEMA


Este espaço é destino ao uso restrito dos funcionários da CCCGMS

Conselho da Comunidade de Campo Grande MS - CCCG-MS - 10º Feira do Artesão Livre
Logomarca CCCGMS - Conselho da Comunidade de Campo Grande MS
Author:
Logomarca CCCGMS - Conselho da Comunidade de Campo Grande MS
CCCGMS - Conselho da Comunidade de Campo Grande MS
Edição dia das Mães! Artesanatos produzidos por internos do regime aberto, semiaberto e fechado de MS.
08 a 10 de maio 12h às 18h No Átrio do Fórum da Capital.

A Promotora de Justiça Renata Ruth Fernandes Goya Marinho, Titular da 50ª Promotoria de Justiça de Campo Grande reuniu-se nesta quinta-feira (4/4) com representantes das instituições parceiras que realizam o evento Feira do Artesão Livre para escolher uma logomarca, produzida por internos da Capital, que será utilizada na divulgação da próxima feira.

De acordo com a Promotora, o regulamento de participação foi enviado para as unidades penais de Campo Grande do regime fechado, semiaberto e aberto, masculino e feminino, convidando as pessoas a participarem da iniciativa. As inscrições foram realizadas no período de 18 a 29 de março e contou com 48 desenhos.

“O Ministério Público de Mato Grosso do Sul juntamente com a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Poder Judiciário, Defensoria Pública e Conselho da Comunidade sempre promove a Feira do Artesão Livre e no mês de maio teremos a 10ª Edição. Como novidade trouxemos um concurso para a escolha da logomarca de algo que represente a feira”, explica Renata Ruth Fernandes Goya Marinho.

A comissão analisou três critérios: relação com o tema do evento; clareza da comunicação e criatividade. Serão premiados com certificado de participação os autores das artes que ocuparam os três primeiros lugares na classificação. O vencedor ainda receberá um brinde surpresa.

Elaine Cristina Souza Alencar Cecci, chefe da divisão do trabalho prisional da Agepen, relata que o envolvimento dos internos com a arte é de grande importância durante o período do cumprimento da pena.

“Toda atividade cultural, artística, dentro de uma unidade, traz uma humanização da pena, traz uma leveza para o ambiente e é uma forma dos internos se integrarem nesse evento, que é tradicional na Agepen. A intenção não era revelar artistas, necessariamente, mas fazer com que eles participassem. Ter essa proximidade do servidor com a massa carcerária de uma maneira humanizada, porque a Agepen não tem só esse intuito de prender, de punir, mas de ressocializar”, explica Elaine.

“Parabenizo a todos os envolvidos pela iniciativa!! Apesar dos desafios, que são muitos, que o sistema prisional não seja apenas um instrumento de segregação, mas também oportunidade de trabalho educativo e produtivo. Projetos como esse humanizam a pena e cumprem com dignidade o intento de ressocialização dos apenados. Projetos assim são esperanças concretizadas. Felizmente temos profissionais dedicados e comprometidos com a pacificação social e, consequentemente, com a diminuição dos índices de criminalidade. Por mais realizações como essa... Toda a sociedade agradece!!”, destacou a Juíza Denise de Barros Dodero.

A mesa foi composta pela juíza Denise de Barros Dodero; pela Promotora de Justiça Titular da 58ª PJ, Paula da Silva Volpe; pela Defensora Pública Thaisa Raquel M. Albuquerque Defante; pelas representantes da Agepen Elaine Arima Xavier e Elaine Cristina Souza Alencar Cecci e Sueli de Melo Silva, do Conselho da Comunidade da Capital.

Feira do Artesão Livre

Segundo Renata Goya Marinho, evento é um projeto desenvolvido há muitos anos na Capital. A iniciativa partiu da 50ª Promotoria de Justiça com a promotora de Justiça Jiskia Sandri Trentin. Em todas as edições, a organização procura proporcionar novidades para chamar a atenção e fomentar o envolvimento dos participantes.

A 10ª Edição da Feira do Artesão Livre será realizada de 8 a 10 de maio de 2019 no térreo do fórum de Campo Grande.